Você sabe o que são considerados abusos e desperdícios na saúde?

shutterstock_273020009.jpg

Se os beneficiários de planos de saúde passam por um volume desnecessário e exagerado de consultas e exames, por exemplo, os gastos das operadoras com seus credenciados também crescem e, da mesma forma, o valor das mensalidades dos usuários. Elas poderiam ser 33% menores, de acordo com dados recentes da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), sem os abusos e desperdícios que podem chegar a R$ 28 bilhões em 2017, segundo o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).

Você sabe como esse tipo de irregularidade impacta na sua vida financeira, na da sua empresa e da sua família? Seria muito bom ter reajustes anuais cada vez menores, você não acha?

 

Exemplos de abusos e desperdícios no uso dos planos de saúde

Emprestar a carteirinha para outra pessoa utilizar seu plano
Quando ocorre o uso (ou empréstimo) da carteirinha do plano para benefício de terceiros estamos diante de uma fraude, com consequências jurídicas e econômicas muito graves. A carteirinha do plano de saúde é de uso pessoal e intransferível, e equivale à sua identidade perante a operadora e aos seus credenciados – consultórios, clínicas, hospitais, laboratórios.

Assinar guias de procedimentos ainda não realizados
Muitas vezes, com a justificativa de agilizar o atendimento, clínicas e consultórios apresentam várias guias de procedimentos de uma só vez, para serem assinadas. Esse grande volume de guias gera um alto gasto mensal e podem refletir em uma mensalidade mais cara para todos, no próximo ano. Opte pela transparência e assine as guias na medida que for usando os serviços.

Pedido de reembolso com recibos de serviços ainda não realizados
Essa é uma prática que também causa grandes danos ao sistema e aos usuários, por gerar um custo alto de uma só vez, sem a contrapartida dos serviços realizados. Mais uma vez é importante lembrar: seja transparente e apresente pedidos de reembolso apenas de procedimentos já realizados e pagos.

Quebra do valor da consulta médica para reembolso 

A “quebra” do valor da consulta para a apresentação de mais de um pedido de reembolso é outra prática nociva que, ao desequilibrar seu plano, prejudica todo o sistema de saúde e seus beneficiários, como você, sua família e sua empresa. Saiba que o valor pago pelo plano foi calculado de acordo com a cobertura que você escolheu, a rede de atendimento e os limites de reembolso, os quais são imprescindíveis para a manutenção do equilíbrio da carteira de beneficiários do plano de saúde. Se diversos beneficiários decidirem adotar essa prática irregular, o sistema de saúde suplementar é inviabilizado.

Contratação irregular de planos
Criar um registro de Microempreendedor Individual (MEI) apenas para contratar um plano de saúde coletivo, sem nenhum objetivo de atuar como empresa, é outro exemplo de irregularidade que prejudica o sistema e aos usuários.